Smartcity Lagoa

Projeto no espaço urbano de experiências e uso intensivo de tecnologias de comunicação e informação de gestão urbana e ação social. Agregador das áreas de Internet das Coisas, Big Data e Governança Algorítmica, de modo a criar condições de sustentabilidade, melhoria das condições de existência e fomentar uma economia baseada na análise de dados.

 

IV - PROJECTOS

C. Serviços públicos essenciais

  • proj_f3_1

 

i. Considerações gerais

 

Os serviços públicos essenciais são geridos directamente pelos serviços municipais da Câmara Municipal de Lagoa.

 

Em género de radiografia do sector podermos dizer que:

  • Existe uma rede de abastecimento de água bastante deteriorada com elevadas perdas que ultrapassam os 43%;
  • A rede de saneamento tem uma cobertura insuficiente;
  • A gestão dos resíduos urbanos prima por uma reduzida percentagem de ilhas ecológicas instaladas;
  • A rede de iluminação pública encontra-se obsoleta e utiliza equipamentos pouco eficientes;
  • Como denominador comum aos quatro serviços diremos que qualquer um deles apresenta um número insuficiente de recursos humanos.

 

Em termos de cobertura:

Acessibilidade física dos serviços - Dados ERSAR
   
  Abastecimento de àgua 92%
   
  Saneamento de águas residuais 79%
   
  Gestão de Resíduos Urbanos 91%
   
  Resíduos valorizados 11%

 

Passemos então a uma análise mais detalhada por cada um destes serviços.

 

 

ii. Água

 

Desde logo deveremos realçar que a água que se consome no município de Lagoa é de excelente qualidade como foi possível comprovar pela entrega do prémio de excelência da qualidade de água atribuído pela entidade reguladora (ERSAR) nos últimos dois anos. Infelizmente, a excelência termina aqui.

 

Em termos financeiros e ambientais, é importante reter que actualmente temos perdas de água próximas dos 44%.

 

À margem das questões ambientais que não podem nem devem ser desvalorizadas, esta situação, que se explica pela falta de investimento na rede de água, determina um desperdício de cerca de 1.000.000 de euros.
Refira-se no entanto que parte deste valor diz respeito à água distribuída mas não facturada por inexistência de contadores, como sucede com a esmagadora maioria das instalações municipais.

 

O programa de colocação de contadores em todas as instalações que está a ser levado a cabo deverá ter impacto na redução das perdas comerciais, mas apenas resolverá uma pequena parte do problema.

 

O facto de o município de Lagoa ter um cariz marcadamente turístico amplia esta necessidade uma vez que a quebra no abastecimento a Ferragudo ou Carvoeiro poderá causar danos irreparáveis na imagem do concelho, pelo que urge resolver este problema.

 

Nesta perspectiva urge actuar em três níveis:

  • Apostar num sistema de monotorização e gestão das redes municipais que tenham como objectivo claro reduzir as perdas de água. Um sistema eficaz de telemetria, sistemas de regas e contadores inteligentes serão pois o caminho a trilhar.
  • Conceber e executar um plano estratégico que permita fazer um investimento cirúrgico e consequentemente inteligente que permita reduzir as perdas e melhorar a qualidade de abastecimento;
  •  Alargar a cobertura da rede de abastecimento para
    valores próximos dos 100%.

 

 

  • proj_f4_1
iii. Saneamento

 

No que concerne ao saneamento, tal como sucede com o sistema de abastecimento de água, também o sistema depende das Águas do Algarve a quem compete o tratamento em alta, o que em termos económicos determina um esforço excessivo que impede a libertação de verbas para a melhoria da rede.

 

Nesta vertente a posta passa fundamentalmente pelo alargamento da rede de saneamento para valores mais consentâneos com os previstos pela entidade reguladora, acabando-se com a proliferação de fossas que abundam pelo concelho.

 

 

v. Resíduos urbanos

 

A questão da limpeza urbana, com maior incidência na recolha de resíduos urbanos, reveste-se de uma importância primordial pelo impacto ambiental e visual que denuncia.

 

Aquando da nossa tomada de posse apontámos quatro problemas a resolver nesta área:

  • O reduzido número de colaboradores adstritos a este serviço;
  • Mau planeamento dos parcos recursos existentes;
  • Inexistência de fiscalização;
  • Mau serviço prestado pela Algar na recolha de recicláveis.
  • Um ano volvido foram introduzidas melhorias significativas neste sector, mas ainda não atingimos o nível que pretendemos.

 

Desta forma a nossa aposta passará essencialmente pelos seguintes eixos de actuação:

  • Sensibilização acompanhada da respectiva fiscalização;
  • Aquisição de sistemas de monotorização e de gestão de frotas;
  • Promover a reciclagem. Para o efeito é fundamental criarmos condições para que os lagoenses possam reciclar. A implementação de verdadeiras ilhas ecológicas e não apenas baterias de contentores enterrados é imprescindível.

 

Pensar no sentido inverso é alimentar as actuais irrisórias taxas de reciclagem.

  • proj_f5_1

 

vi. Electricidade

 

O enquadramento internacional condiciona fortemente o sector energético. Este enquadramento é caracterizado pela crescente globalização e interdependência das várias economias nacionais e pela existência de uma rápida mutação tecnológica. Dada a relevância das questões ambientais no panorama internacional actual, é importante ressalvar a Importância das tecnologias e sistemas de energia sustentáveis.

 

Neste enquadramento, ao nível da iluminação dos espaços urbanos, o Município de Lagoa dará continuidade à implementação de medidas de eficiência energética que visem sobretudo o aumento do rácio lúmen por watt (iluminação obtida por cada watt consumido), introduzindo gradualmente a aparelhos de iluminação com Tecnologia LED nas redes de iluminação Pública. Prevê-se também a instalação de tecnologias de controlo, gestão e monitorização da Iluminação Pública.

 

Ao nível da eficiência energética dos edifícios e equipamentos públicos, o Município promoverá a Certificação Energética dos edifícios e a introdução de sistemas de gestão técnica.

  • proj_f6_1

 


Lagoa AGENDA 1

dezembro 2018
Sb D
26 27 28 29 30 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31 1 2 3 4 5 6

Últimos Eventos 1

Sem eventos

Formato do Lagoa Agenda 1

flat

Projeto: Smartcity Lagoa

Artigo da revista Smartcities #14

Ao continuar a navegar está a concordar com a utilização de cookies neste site. Para não autorizar a sua utilização, por favor utilize as opções do seu browser e altere as definições de cookies de acordo com estas instruções.
ACEITAR NÃO