Lagoa é um concelho da região do Algarve, destino turístico, portanto, e que sempre lidou com o enorme aumento de população durante os meses de Verão, o que traz consigo uma série de desafios a nível ambientais, de segurança, higiene e tráfego rodoviário. Lagoa tem sido um município atento a estas questões e procurou desde sempre ser inovador no que diz respeito à implementação de soluções que colmatem estes desafios e tragam benefícios para a sua população e território. A inovação tecnológica, a sustentabilidade e a cidadania ativa foram sempre temas que o município procurou aprofundar, sendo importantes para o desenvolvimento do território.

É objetivo de Lagoa tornar-se num destino turístico sustentável, aproximando-se daquela que é a designação que procura obter como Smart Destination.

Assim, surge este projeto que irá aliar a tecnologia à promoção de Lagoa enquanto destino turístico sustentável e inovador, em linha com os objetivos traçados neste domínio pela estratégia para o Turismo 2027.

 

 

 

O Projeto de Investimento

Ações e propósitos do projeto

O projeto aqui apresentado tem como objetivo transformar Lagoa numa Smart City e, consequentemente numa Smart Destination, promovendo não só a qualidade de vida aos residentes como também a qualidade da visita aos seus turistas, minimizando os impactos que o turismo muitas vezes acarreta para as regiões.

As ações a desenvolver são de foro tecnológico e potenciarão à posteriori todas as ações a desenvolver pelo município com vista à valorização do território a todos os níveis.

Como base de todo o conceito de sustentabilidade ambiental, pretende-se instalar uma rede de gateways LoRa em diversos pontos do município que irá estar conectada a uma série de sensores, nomeadamente sensores de contagem de pessoas, de contagem de veículos e de monitorização de água, com vista a apoiar o município a lidar com os desafios que o turismo de massas acarreta. Além disso, serão instaladas pequenas estações de sensorização na infraestrutura urbana atual, com vista a gerar indicadores sobre a qualidade do ar, níveis de poluição sonora, temperatura, pressão atmosférica, luminosidade e humidade.

Para melhorar a gestão de resíduos do município, pretende-se desenvolver uma plataforma que recolha informação de sensores instalados no local e agregue informação do estado de volumetria do contentor, estado do sensor, emita gráficos, faça a gestão do parque de contentores e disponibilize a informação em tempo real.

Pretende-se ainda desenvolver uma PLATAFORMA DE GESTÃO TURÍSTICA como ferramenta de comunicação on-line, com áreas dedicadas à divulgação da oferta dos produtos locais, destacando a gastronomia, natureza, cultura e património característicos do município, possibilitando uma visão global do que este tem para lhe oferecer e com um módulo de curadoria de redes sociais, dando uma visão do município, pelos olhos de quem mora, trabalha ou visita.

Breve descrição do Município candidato e contextualização do território Situada 6,5 km para o interior na magnífica costa algarvia, conhecida em todo o mundo, a pequena cidade de Lagoa transmite um ambiente rural que contrasta com a atmosfera cosmopolita das estâncias balneares vizinhas.

Inserida numa zona tradicionalmente agrícola e de importante produção vinícola, Lagoa encontra-se numa pequena colina numa zona de planícies onde terá existido uma lagoa que deu o nome à cidade. O encantador centro histórico, com casas caiadas, ruas calcetadas e postes de iluminação adornados com flores, é dominado pela igreja paroquial dedicada a Nossa Senhora da Luz. Reconstruída em finais do século XVIII após o sismo de 1755, a igreja mantém ainda a sua porta original do século XVI, em estilo manuelino, e contém algumas peças religiosas dos séculos XVII e XVIII.

De destacar também o Convento de São José, datado do século XVIII, que atualmente funciona como centro cultural e de exposições. Originalmente fundado pelas Irmãs Carmelitas para acolher raparigas abandonadas, inclui uma porta rolante onde os bebés eram deixados pelas mães que desejavam manter o seu anonimato, uma pitoresca torre sineira construída sobre um arco que atravessa a rua, bem como um menir dos séculos V–IV a.C. exposto nos jardins.

A região vinícola demarcada de Lagoa é reconhecida pela qualidade dos seus vinhos, por isso uma visita à cidade é uma ótima oportunidade para provar e comprar os produtos regionais. A adega cooperativa organiza provas de vinhos e visitas guiadas às vinhas e, se a sua visita coincidir com a Feira Fatacil, que se realiza todos os anos no Verão, poderá conhecer os maiores produtores da região. A feira é dedicada ao artesanato, turismo, agricultura, comércio e indústria do Algarve, sendo uma excelente oportunidade para conhecer toda a região, adquirir bonitas peças de cerâmica e provar a deliciosa gastronomia local.

Fora da cidade, pouco no município de Lagoa se assemelha à beleza das suas praias e à orla costeira. As impressionantes falésias calcárias cor-de-mel, com formas esculpidas pela erosão, emolduram os extensos areais e as encantadoras grutas famosas pelos seus rochedos. Com uma ampla diversidade de atividades aquáticas, como mergulho, passeios de barco pelas grutas ou horas de diversão descobrindo as piscinas rochosas, esta lindíssima zona costeira ajudou ao desenvolvimento de estâncias como o Carvoeiro. Exemplos destas espetaculares falésias esculpidas podem ser encontradas em Algar Seco, enquanto uma visita à pitoresca capela de Nossa Senhora da Rocha, situada num promontório perto de Porches, oferece vistas panorâmicas sobre a zona costeira.

Com uma localização privilegiada no cimo de uma falésia em Porches, os Hotéis oferecem vistas sobre o mar e acesso direto à bonita praia de Nossa Senhora da Rocha. As instalações exclusivas, que incluem um spa e acesso a inúmeros campos de golfe, complementam esta localização ímpar no Algarve.

 

Contextualização do território

Situada 6,5 km para o interior na magnífica costa algarvia, conhecida em todo o mundo, a pequena cidade de Lagoa transmite um ambiente rural que contrasta com a atmosfera cosmopolita das estâncias balneares vizinhas.

Inserida numa zona tradicionalmente agrícola e de importante produção vinícola, Lagoa encontra-se numa pequena colina numa zona de planícies onde terá existido uma lagoa que deu o nome à cidade. O encantador centro histórico, com casas caiadas, ruas calcetadas e postes de iluminação adornados com flores, é dominado pela igreja paroquial dedicada a Nossa Senhora da Luz. Reconstruída em finais do século XVIII após o sismo de 1755, a igreja mantém ainda a sua porta original do século XVI, em estilo manuelino, e contém algumas peças religiosas dos séculos XVII e XVIII.

De destacar também o Convento de São José, datado do século XVIII, que atualmente funciona como centro cultural e de exposições. Originalmente fundado pelas Irmãs Carmelitas para acolher raparigas abandonadas, inclui uma porta rolante onde os bebés eram deixados pelas mães que desejavam manter o seu anonimato, uma pitoresca torre sineira construída sobre um arco que atravessa a rua, bem como um menir dos séculos V–IV a.C. exposto nos jardins.

A região vinícola demarcada de Lagoa é reconhecida pela qualidade dos seus vinhos, por isso uma visita à cidade é uma ótima oportunidade para provar e comprar os produtos regionais. A adega cooperativa organiza provas de vinhos e visitas guiadas às vinhas e, se a sua visita coincidir com a Feira Fatacil, que se realiza todos os anos no Verão, poderá conhecer os maiores produtores da região. A feira é dedicada ao artesanato, turismo, agricultura, comércio e indústria do Algarve, sendo uma excelente oportunidade para conhecer toda a região, adquirir bonitas peças de cerâmica e provar a deliciosa gastronomia local.

Fora da cidade, pouco no município de Lagoa se assemelha à beleza das suas praias e à orla costeira. As impressionantes falésias calcárias cor-de-mel, com formas esculpidas pela erosão, emolduram os extensos areais e as encantadoras grutas famosas pelos seus rochedos. Com uma ampla diversidade de atividades aquáticas, como mergulho, passeios de barco pelas grutas ou horas de diversão descobrindo as piscinas rochosas, esta lindíssima zona costeira ajudou ao desenvolvimento de estâncias como o Carvoeiro. Exemplos destas espetaculares falésias esculpidas podem ser encontradas em Algar Seco, enquanto uma visita à pitoresca capela de Nossa Senhora da Rocha, situada num promontório perto de Porches, oferece vistas panorâmicas sobre a zona costeira.

Com uma localização privilegiada no cimo de uma falésia em Porches, os Hotéis oferecem vistas sobre o mar e acesso direto à bonita praia de Nossa Senhora da Rocha. As instalações exclusivas, que incluem um spa e acesso a inúmeros campos de golfe, complementam esta localização ímpar no Algarve.

 

 

Descrição do Projeto

 

Enquadramento

O presente projeto de investimento enquadra-se nas seguintes iniciativas da Linha de apoio à Sustentabilidade turística:

  1. Iniciativas e projetos que contribuam para promover uma maior e melhor integração entre os residentes e os turistas, melhorar a qualidade de vida dos residentes e promover uma maior retenção de valor para a comunidade em resultado da atividade turística;
  2. Promoção do consumo de produtos locais por parte dos visitantes;
  3. Projetos e ações de educação/sensibilização ambiental e social no turismo, visando, a proteção do património natural e histórico e cultural;
  4. Iniciativas e projetos que fomentam a valorização dos territórios e das comunidades nas suas várias dimensões, permitindo, a valorização da identidade do País, das comunidades locais e que facilitem o diálogo intergeracional.

A par do enquadramento nas iniciativas acima descritas, o projeto da Câmara Municipal de Lagoa, apresenta um conjunto de ações que visam responder às seguintes condições de elegibilidade:

  • Trata-se de uma entidade beneficiária elegível, conforme alínea a) do artigo 4º do Despacho Normativo n.º 18/2017 - a) Entidades públicas, incluindo aquelas em cuja gestão as entidades da administração central do Estado, regional e local tenham posição dominante;
  • Apresenta um investimento elegível não superior a 375.000€, prevendo um incentivo máximo de 300.000,00€;

Responde aos objetivos de mérito do projeto, no que respeita a:

  • Apresenta coerência e qualidade do projeto apresentado, face aos objetivos da presente linha de apoio financeiro;
  • Apresenta um elevado grau de inovação da iniciativa ou projeto apresentado;
  • Apresenta um elevado grau de abrangência das intervenções propostas, face ao âmbito e envolvência da iniciativa ou projeto;
  • Contribui para as metas da sustentabilidade social e ambiental no turismo, como tal definidas na estratégia para o Turismo 2027.

 

Objetivos e pressupostos

Para Lagoa, a estratégia de desenvolvimento económico do município passa essencialmente por três eixos de atuação:

  1. Reforçar a marca qualidade do município de Lagoa. reforçando o conceito de qualidade do município para que, de forma assumida, possam fazer a diferença neste mercado cada vez mais competitivo que é o turismo.
  2. Primar pela diferença por forma a atrair novos investidores que gradualmente possam diminuir o peso do turismo no cômputo geral da economia.
  3. Revitalizar o orgulho e a identidade, próprias do município proporcionando aos lagoenses todas as condições necessárias para localmente poderem satisfazer as suas necessidades.

Para atingir estes objetivos, Lagoa considera vital abordar, de forma integrada, questões fundamentais como a acessibilidade e mobilidade urbana, melhorar a eficiência energética, gerir os resíduos urbanos, promover uma melhoria da rede de abastecimento de água e saneamento, apostar numa política de ambiente direcionada para as pessoas e simultaneamente apostar nas novas tecnologias para transformar a atual forma de governação e reforçar a cidadania: numa palavra tornar Lagoa uma smart city.

Assim surge este projeto que aliará uma série de investimentos tecnológicos e inovadores aos propósitos do município.

 

Ações a realizar

São diversas as ações a desenvolver no presente projeto, mas todas visam um objetivo comum: tornar Lagoa numa Smart Destination, tendo a sustentabilidade socioeconómica e ambiental como pilares de desenvolvimento.

Em termos de ações a implementar pretende-se implementar as seguintes:

Instalação de uma rede de gateways LoRa em diversos pontos do município como esqueleto base para receção e transmissão de dados provenientes dos vários sensores espalhados pelo município a seguir identificados.

Instalação de sensores de contagem de pessoas muito úteis para os processos de tomada de decisão e mobilização de recursos. Permitem identificar zonas de maior concentração de população, ajudando em decisões relativas a segurança e higiene. Devem ter em conta a privacidade dos munícipes.

Instalação de sensores de contagem de veículos com vista a identificar zonas de congestionamento do trânsito ajudando em decisões relativas a segurança e escoamento do tráfego rodoviário. Os dados recolhidos poderão ser usados para gestão dinâmica de semáforos ou para fazer previsões da duração do pavimento de acordo com o tipo de veículos que circulam no local observado.

Instalação de sensores de monitorização de água serão fundamentais na deteção precoce de alterações na mesma, permitindo assim atuar atempadamente para conter eventuais problemas ambientais. Pretende-se que os sensores de água meçam alguns parâmetros importantes nomeadamente: o pH, a temperatura, o oxigénio dissolvido, a condutividade elétrica e o potencial de oxidação-redução.

Entrega de botões de emergência a idosos que comunicam através da rede LoRa dando a certeza de apoio permanente em caso de emergência. O aumento da esperança de vida tem promovido o crescente envelhecimento da população e na mesma medida o ritmo da vida atual afasta cada vez mais a família dos seus idosos e em Lagoa esta situação é uma realidade. Cada vez mais idosos vivem sozinhos no desejo de manter a sua autonomia ou na maior parte das vezes porque não têm outra alternativa. Desta forma e mesmo em situações em que vivam junto dos seus familiares, estão cada vez mais tempo sozinhos e isolados.

Esta situação leva muitas vezes a que não haja apoio imediato quando ocorre algum acidente.

Com vista a gerar indicadores ambientais específicos, pretende-se instalar estações de sensorização na infraestrutura urbana atual, com vista a gerar indicadores sobre a qualidade do ar, níveis de poluição sonora, temperatura, pressão atmosférica, luminosidade e humidade. Este sistema deverá fazer a gestão e configuração dos sensores, a gestão de alarmística, a georreferenciação de dados, a deteção de situações de Risco e Emergência, e o tratamento estatístico e relatórios de Qualidade de Vida. Estas estações deverão ser constituídas por sensores de Qualidade do Ar (CO, CO2, NO2, O3, e Partículas), temperatura, humidade, luminosidade e radiação solar, poluição sonora, precipitação, e velocidade e direção do vento. Pretende-se que o módulo de qualidade do ar monitorize parâmetros gasosos de qualidade do ar com amostragem de fluxo constante, filtragem de partículas, ligações com tubagem de teflon. Poderão ser igualmente integrados outros sensores. O módulo meteorológico deverá monitorizar parâmetros tais como: a precipitação; velocidade e direção do vento; temperatura; humidade relativa; pressão; radiação ultravioleta; radiação global. O módulo de ruído deverá ter um sonómetro integrador classe 2 e fazer uma monitorização de nível sonoro contínuo equivalente.

A plataforma de gestão destas estações deverá:

  • Ter interfaces web responsivas;
  • Integrar com múltiplos sensores e protocolos de comunicação;
  • Ter cadastro georreferenciado das estações ambientados (diferenciados por tipos de sensores integrados, dimensão e área de cobertura);
  • Permitir visualização, em sistema de cartografia, de informação recolhida em tempo-real pelas estações ambientais, contendo a contagem de veículos, a sua classificação e velocidade média da última recolha;
  • Permitir visualização dos dados sensoriais (dezenas de atributos de qualidade do ar, assim como temperatura, velocidade de vento e nível de bateria) em dashboards configuráveis (relatórios diários, semanal, mensal, etc.) exportáveis em XLS, CSV, PDF;
  • Possibilitar armazenamento e consulta histórica da informação recolhida, por sensor, nos últimos cinco anos;
  • Gerar alertas com base em regras ou limites pré-definidos (combinação de diferentes medições ultrapassarem determinado valor, nível de bateria do sensor abaixo do limite, etc.) por e-mail, SMS, push notification, entre outras;
  • Integrar com portais de dados abertos para publicação de dados recolhidos tanto estáticos como em tempo-real;
  • Permitir o planeamento urbano baseado em análise histórica de heat maps das condições de qualidade do ar.

Desenvolvimento de uma plataforma de gestão de resíduos que recolha informação de sensores instalados no local e agregue informação do estado de volumetria do contentor, estado do sensor, emita gráficos, faça a gestão do parque de contentores e disponibilize a informação em tempo real. Pretende-se que esta solução permita: saber o estado do volume dos contentores em tempo real; gerir o parque de contentores, localizações, manutenções e abates; gerir a operação de recolha, entre outros.

Desenvolvimento de uma plataforma de gestão turística como um portal web, responsive, com uma comunicação integrada e objetiva, atualizada e intuitiva perante o utilizador promotora do município. Esta plataforma deverá incluir áreas dedicadas à divulgação dos serviços que o município disponibiliza aos cidadãos e aos turistas bem como da oferta dos produtos locais, destacando a gastronomia, natureza, cultura e património característicos do município, possibilitando uma visão global do que este tem para lhe oferecer. É objetivo do município que esta plataforma possua uma componente de interação com o visitante e que esteja integrada com as redes sociais, por forma a apresentar o município através do olhar de quem o visita.

 

Fundamentação da coerência e qualidade

 

Lagoa possui uma série de projetos e iniciativas já desenvolvidas que visam transformar o destino que é Lagoa hoje, numa Smart City e consequentemente numa Smart Destination com ideais bem definidos ao nível da sustentabilidade socioeconómica e ambiental. Estas iniciativas são a base de fundamento do presente projeto e que dão ao município as competências técnicas e sociais para o desenvolver. Aliando estas competências aos desenvolvimentos do presente

 

Objetivos da linha de Apoio  Proposta de valor do projeto
  1. Promoção de uma maior e melhor integração entre os residentes e os turistas, melhorar a qualidade de vida dos residentes e promover uma maior retenção de valor para a comunidade em resultado da atividade turística;
  2. Promoção do consumo de produtos locais por parte dos visitantes
  3. Ações de educação/sensibilização ambiental e social no turismo, visando, a proteção do património natural e histórico e cultural
  4. Fomento da valorização dos territórios e das comunidades nas suas várias dimensões, permitindo, a valorização da identidade do País, das comunidades locais e que facilitem o diálogo intergeracional
  5. Redução do índice de sazonalidade do turismo 
  • Criação da PLATAFORMA para disponibilizar ao turista e residente um espaço agregador de toda a oferta turística do concelho;
  • Instalação de sistema LoRa nas zonas históricas da cidade e respetivos sensores de contagem de pessoas e veículos e de monitorização da água;
  • Desenvolvimento de uma plataforma de gestão de resíduos para promoção da sustentabilidade ambiental;
  • Instalação de estações de sensorização de monitorização ambiental;

 

Grau de inovação

 

Muitas cidades no mundo estão optando pela IoT para resolver problemas urbanos, como congestionamento de tráfego, e para melhorar a segurança e a qualidade de vida de seus cidadãos. Sensores inteligentes que são instalados pela cidade, em veículos e em prédios e os aplicativos e os dispositivos que são usados pelas pessoas que moram ou trabalham na cidade produzem dados que são usados em todas essas cidades conectadas. Os dados de IoT são usados para informar decisões de como os espaços públicos devem ser projetados, de como melhorar o uso dos recursos e de como entregar serviços e utilitários públicos de forma mais eficiente e efetiva.

Lagoa possui diversas iniciativas já desenvolvidas que oferecem ao turista e ao residente, uma série de informações sobre o município, nomeadamente a plataforma Smartcity Lagoa como projeto no espaço urbano de experiências e uso intensivo de tecnologias de comunicação e informação de gestão urbana e ação social, agregador das áreas de Internet das Coisas, Big Data e Governança Algorítmica, de modo a criar condições de sustentabilidade, melhoria das condições de existência e fomentar uma economia baseada na análise de dados. Estas iniciativas são um ponto de partida para um destino inteligente, no entanto é necessária uma constante atualização, não só ao nível tecnológico como também ao nível dos objetivos a atingir com a tecnologia.

Uma das inovações deste projeto encontra-se na agregação da informação transmitida ao munícipe e ao turista que visita a região, havendo uma comunicação direcionada para ambos, permitindo-os relacionar-se entre si e com o local.

Outra inovação encontra-se na vasta rede de sensores de monitorização ambiental e gestão urbana que será implementada no município e Lagoa acredita que a proteção do meio ambiente só é possível devido ao avanço do conhecimento científico e à monitorização e alternativas disponibilizadas pela inovação tecnológica e a sustentabilidade social advém destas.

Este será, portanto, um plano bem organizado, criativo e responsável que gere benefícios ambientais e socioeconómicos, aumentando a consciência ambiental e social dos residentes e dos turistas, minimizando os impactos negativos que o turismo pode trazer para o município, fomentando a sua participação ativa nas decisões municipais através de recompensas e do reconhecimento pela autarquia.

Inovação do projeto: Transformação de Lagoa em Smart City e, consequentemente em Smart Destination.

 

Abrangência

 

O presente projeto apresenta uma série de propostas de valor que abrangem os propósitos do Programa de financiamento, nomeadamente ao nível da promoção da sustentabilidade social, económica e ambiental de Lagoa que transformarão este município numa Smart Destination.

É este pano de fundo que desencadeia o presente projeto de Lagoa, com investimentos em ferramentas tecnológicas que possibilitarão ao município conhecer cada um dos atores locais (residentes e empresas) para introduzir vetores de mudança que permitam gerar a mudança e regenerar a cidade com base em novos padrões de vida (funcionais, cidades amigas do ambiente, energeticamente sustentáveis, que incentivem a utilização de modos suaves de mobilidade, cidades inclusivas para todos), tornar-se corresponsável, funcionando com um modelo de governação que incentive o aprofundamento da democracia participativa, a cidadania, a coresponsabilidade e espírito de cocriação, subsidiariedade, a cooperação entre as partes (ganho de escala, de oportunidade e de contexto) e inteligente, fazendo recurso das melhores tecnologias, especialmente de informação e comunicação, para gerar uma melhor funcionalidade do espaço, uma melhor otimização do tempo e dos recursos.

Lagoa assume que todas as ações a desenvolver abrangem na sua totalidade os propósitos do presente projeto e do município de Lagoa.

 

Contributos do projeto

 

Quem passa férias em Lagoa vem sobretudo em busca de sol e praia. Mas visitar Lagoa é igualmente sinónimo de contemplação de património e de vivência cultural. Há uma Lagoa que a maior parte conhece, a da orla recortada com as suas praias e paisagens costeiras deslumbrantes, a da variadíssima oferta hoteleira de qualidade e da prática do golfe, no fundo a Lagoa turística. Mas há a outra Lagoa, a que só chega a ser descoberta pelos mais atentos.

Para Lagoa, promover o turismo o ano inteiro, é uma ambição, com vista a reduzir a sazonalidade do turismo na região, promovendo o turismo de qualidade em detrimento do turismo de massas e, diminuindo os malefícios que este último provoca no município.

Além disso, Lagoa tem potencial para crescer e evoluir para se tornar mais SMART, baseando-se nos princípios de sustentabilidade socioeconómicos que considera serem alicerces de base para qualquer município que pretenda promover a melhoria das condições de vida, não só para os que cá vivem e trabalham, mas também para os que nos visitam.

Para Lagoa, a sustentabilidade tem vindo a assumir cada vez mais importância para promover uma consciência ecológica no município através de projetos e iniciativas já desenvolvidas e, alem disso, a tecnologia é para Lagoa indispensável para a otimização dos recursos e processos inerentes. Ao nível da autarquia, conceitos como eficiência energética, consumo de água responsável, melhor ambiente e valorização do património, surgem frequentemente como medidas a implementar e apostas a efetuar. Além disso, para Lagoa, implementar estratégias que contribuam para aproximar os cidadãos do município é fundamental e interagir através de ferramentas digitais é uma questão de marcar posição nos dias de hoje.

Serão desenvolvidas ações que abordarão questões fundamentais como a acessibilidade e mobilidade urbana, a eficiência e gestão dos resíduos urbanos, promover uma melhoria na qualidade da água, apostar numa política de ambiente direcionada para as pessoas e simultaneamente apostar nas novas tecnologias para transformar a atual forma de governação e reforçar a cidadania: numa palavra tornar Lagoa uma smart city.

Ao transformar Lagoa numa Smart City com smart citizens, pressupõe que quem a visita se transforme em smart tourist por inerência, integrando-se com o meio, valorizando o seu património natural e cultural e consciencializando-se para a sustentabilidade ambiental.

Este projeto vem assim apoiar Lagoa a assumir estes objetivos e vem ao encontro dos objetivos traçados na estratégia para o Turismo 2027.

Ao nível da Sustentabilidade Social, este projeto vem mostrar que Lagoa não é só destino turístico no Verão, mas sim no ano inteiro, através do desenvolvimento de um plataforma de gestão turística que que disponibilizará informação atualizada sobre o que o município tem para oferecer durante todo o ano, não só ao nível de eventos, mas também relativa à oferta hoteleira, à restauração, à gastronomia típica, ao património arquitetónico, às atividades locais e respetivas tradições a elas associadas, artesanato, festividades, passeios pelo interior. Este combater de sazonalidade vem assim combater outro problema que Lagoa sofre todos os anos que é o desemprego fora das épocas altas, o que leva a uma baixa especialização da mão de obra e à oferta de um serviço com menor qualidade. Havendo turismo todo o ano, haverá a manutenção de postos de trabalho e a necessidade de novos com especialização na área do turismo e complementares. Também a aposta na tecnologia por parte do município leva à necessidade de mão de obra especializada nas áreas das novas tecnologias da comunicação.

A sazonalidade do turismo do município, e o chamado “turismo de massas” causa muitas vezes desconforto e revolta na população residente devido aos malefícios que traz para o meio.

O presente projeto, vem facilitar o estabelecimento de um bom relacionamento entre os habitantes locais e os visitantes, que por sua vez poderá constituir uma mais valia para a experiência destes, e que poderá acabar por contribuir com maior eficácia para a melhoria dos rendimentos e das condições sociais das populações residentes.

Ao nível da Sustentabilidade Ambiental: Em Lagoa, os problemas de gestão dos recursos e de ordenamento do território estão diretamente relacionados com o turismo da região, que é um turismo de massas.

Transformar este turismo num turismo de qualidade, durante todo o ano, passa por desenvolver ferramentas de promoção do município e daquelas que são as suas ofertas alternativas ao turismo de sol e praia. Além disso, esta transformação passa ainda por criar uma consciência para a sustentabilidade ambiental, não só na população como na autarquia, apostando em ferramentas que façam a gestão dos recursos, como são a água a energia e os resíduos, para alteração de comportamentos e gestão proativa do planeamento urbano.

A monitorização de diversos parâmetros ambientais através da instalação de sensores no município e o desenvolvimento de plataformas de gestão urbana vão dotar o município de competências para a gestão sustentável do seu território, tomando medidas preventivas e em tempo útil, promovendo a qualidade de vida do cidadão e a sua satisfação por viver em Lagoa. Além disso, estas ações terão impacto imediato no turista que visita o município, consciencializando e moldando o seu comportamento por forma a garantir a poupança de energia e água, bem como incentivar a reciclagem.

 

Avaliação do impacto do projeto

 

 Com vista a medir o impacto do projeto nos objetivos da linha de apoio à sustentabilidade, nomeadamente ambiental e social, serão analisados diversos indicadores, nomeadamente o nº de visitas de turistas ao concelho, o número de residentes estrangeiros, o número de turistas em época baixa (como forma de medir a redução do índice de sazonalidade), o número de visitas a locais turísticos (onde aplicável), o número de registos na plataforma, e na APP, o número de residentes que visitaram as mesmas plataformas (evidenciando a intervenção da população local nas iniciativas do município), o número de ações desenvolvidas com impacto na promoção das boas práticas ambientais, o índice de satisfação dos residentes (através de inquéritos), a taxa de abandono escolar, taxa de sucesso escolar, o número de ofertas formativas, o consumo elétrico no concelho, o consumo de água no concelho; RSU por habitante kg/(hab.dia).

 

 

 

Cronograma de Ações

Atividade/Tarefa Objetivo Indicadores
1 Solução Gateways LORA. Proporcionar o acesso gratuito a rede de internet a grandes volumes de utilizadores, garantindo o acesso e utilização das plataformas turísticas de forma otimizada. Nº de acessos em 12 meses.
2 Plataforma de gestão turística Município de Lagoa. Criação de ferramentas de interação entre o território e património, communícipes e turistas/ Promoção da oferta/ Sensibilização para a valorização e conservação do património cultural, histórico e natural. Nº de acessos em 12 meses.
3 Smart City sensores contagem de pessoas e veículos Município de Lagoa. Ferramenta de monitorização com recurso a tecnologias inteligentes, esta ferramenta permite a contabilização de passantes (pessoas e veículos), fornecendo informação sobre os principais pontos de afluência turística. O conhecimento dos "pontos quentes " da cidade, permitirá ao município apostar em promoção turística nestes espaços, com grande poder de alcance junto do público passante, mas também permite tomar medidas para colmatar o impacto menos positivo das zonas de maior aglomeração. Nº de passantes nas principais artérias de acesso ao centro da cidade.
4 Smart Air Quality Município de Lagoa. Monitorizar de forma inteligente a qualidade do ar, em zonas e alturas do ano, de concentração de grandes massas turísticas . % verificada na redução de poluição e redução de resíduos urbanos nas zonas de maior afluência turística.
5 Plataforma de gestão de resíduos Município de Lagoa. Plataforma inovadora que garanta a boa gestão de resíduos urbanos em zonas de maior afluência turística, de forma a assegurar uma cidade limpa e cuidada, o que contribuirá para a boa imagem turística da cidade. % verificada na redução de poluição e redução de resíduos urbanos nas zonas de maior afluência turística.
6 Sensores para rede LORA. Município de Lagoa Garantir um desempenho otimizado da rede, permitindo a gestão de grandes volumes de informação, organizando-a e segmentando-a corretamente. % de aumento do tráfego relativamente ao verificado atualmente na rede wi fi.

 

 

Mérito proposto

Fator de avaliação Descrição Pontuação sugerida 
a) A coerência e qualidade da iniciativa ou projeto apresentado, face aos objetivos da presente linha de apoio financeiro. As ações previstas no presente projeto de investimento, respondem aos objetivos da presente linha de apoio, através do conjunto de medidas e ações propostas com impacto na sustentabilidade social, ambiental e económica do destino.

5

b) O grau de inovação da iniciativa ou projeto apresentado, tendo em atenção os fins a atingir. O projeto revela-se inovador para o município de Lagoa, através da criação de ferramentas tecnológicas de promoção do destino e de interação do município com os residentes e turistas.

5

c) A abrangência das intervenções propostas, face ao âmbito e envolvência da iniciativa ou projeto As ações revelam abrangência em relação aos pressupostos do projeto, já que respondem ao conjunto de objetivos visados pelo promotor, e simultaneamente do programa de incentivo. As ações revelam abrangência em relação aos pressupostos do projeto, já que respondem ao conjunto de objetivos visados pelo promotor, e simultaneamente do programa de incentivo.

5

d) O contributo da iniciativa ou projeto para as metas da sustentabilidade social e ambiental no turismo, como tal definidas na estratégia para o Turismo 2027 * O projeto cria mecanismos de promoção de boas práticas ambientais e sociais junto de visitantes e residentes, contribuindo para a satisfação dos residentes no seu convívio com o turista; cria mecanismos para alargar a atividade turística a todo o ano, promovendo o combate à sazonalidade; Impulsiona a gestão racional do uso da água e a gestão eficiente dos resíduos.

 4

 total  19 pontos

 

Atividade/Tarefa

 

Solução Gateways LORA

Rede Municipal LoRa


Depósito de Água de Lagoa | 37º08’12”N 8º27’17”W

MARCA QTD ID PRODUTO N.ºSERIE
CISCO 1  CSCO+10519230137  IXM-LPWA-800-16-K9 FOC23195XDH 
CISCO 1 CSCO+10519284386 ANT-LPWA-DB-O-N T3AC9Y0147
CISCO 1 CSCO+10519284386 ANT-LPWA-DB-O-N T3AC9Y0151
CISCO 1 CSCO+10519256648 IR829GW-LTE-GA-EK9 FGL23342077


Depósito de Água de Estômbar | 37º08’50”N 8º29’02”W

MARCA QTD ID PRODUTO N.ºSERIE
CISCO 1  CSCO+10519230137  IXM-LPWA-800-16-K9
CISCO 1 CSCO+10519284386 ANT-LPWA-DB-O-N -
CISCO 1 CSCO+10519284386 ANT-LPWA-DB-O-N -
CISCO 1 CSCO+10519256648 IR829GW-LTE-GA-EK9 -

 

Depósito de Água de Sesmarias | 37º06’53”N 8º28’57”W

MARCA QTD ID PRODUTO N.ºSERIE
CISCO 1  CSCO+10519230137  IXM-LPWA-800-16-K9
CISCO 1 CSCO+10519284386 ANT-LPWA-DB-O-N -
CISCO 1 CSCO+10519284386 ANT-LPWA-DB-O-N -
CISCO 1 CSCO+10519256648 IR829GW-LTE-GA-EK9 -

 

Depósito de Água de Vale de Milho | 37º05’52”N 8º26’33”W

MARCA QTD ID PRODUTO N.ºSERIE
CISCO 1  CSCO+10519230137  IXM-LPWA-800-16-K9
CISCO 1 CSCO+10519284386 ANT-LPWA-DB-O-N -
CISCO 1 CSCO+10519284386 ANT-LPWA-DB-O-N -
CISCO 1 CSCO+10519256648 IR829GW-LTE-GA-EK9 -

 

Torre Rádio de Ferragudo | 37º07’25”N 8º31’09”W

MARCA QTD ID PRODUTO N.ºSERIE
CISCO 1  CSCO+10519230137  IXM-LPWA-800-16-K9
CISCO 1 CSCO+10519284386 ANT-LPWA-DB-O-N -
CISCO 1 CSCO+10519284386 ANT-LPWA-DB-O-N -
CISCO 1 CSCO+10519256648 IR829GW-LTE-GA-EK9 -

 

Torre de Telecomunicações

 

Torre de Telecomunicações | 37º07’25”N 8º31’09”W

MARCA QTD ID PRODUTO N.ºSERIE
Estrutura da Torre 1 -  -
Maciço 1,4m x 1,4m x 2,0m 1 - -

 

 

 

Depósito de Água de Porches | 37º07’25”N 8º24’00”W

MARCA QTD ID PRODUTO N.ºSERIE
CISCO 1  CSCO+10519230137  IXM-LPWA-800-16-K9
CISCO 1 CSCO+10519284386 ANT-LPWA-DB-O-N -
CISCO 1 CSCO+10519284386 ANT-LPWA-DB-O-N -
CISCO 1 CSCO+10519256648 IR829GW-LTE-GA-EK9 -

  

 

 

Plataforma de gestão turística Município de Lagoa

Em processo de aquisição...

 

Smart City sensores contagem de pessoas e veículos Município de Lagoa

Em processo de analise...

 

Smart Air Quality Município de Lagoa

 

Em processo de analise...

 

Plataforma de gestão de resíduos Município de Lagoa

 

Em processo de analise...

 

Sensores para rede LORA

 

Em processo de analise...