No passado dia 24 de maio, dia em que Manuel Gamboa completaria 96 anos, o Município de Lagoa apresentou o projeto de instalação de um espaço dedicado à sua vida e obra do pintor.

Depois de, no mês de janeiro, ter sido formalizada a assinatura do contrato, chegou o momento da apresentação do projeto. A criação de um o espaço museológico que contribua para o engrandecimento do nome e da marca Manuel Gamboa, figura incontornável de Lagoa e da região algarvia, é a concretização de um sonho com muitos anos. Insere-se na política cultural do Município de Lagoa, focada em proteger e valorizar o património cultural local.

A cerimónia, que serviu para apresentar as linhas orientadoras dos projetos de Arquitetura, Museologia e Museografia do Espaço Gamboa, dando a conhecer como irá ser o espaço museológico, também lembrou o Mestre. Foram vários os testemunhos exibidos, de familiares, amigos e autarcas que tiveram o privilégio de com ele conviver e participar em episódios marcantes do seu percurso artístico e de vida.

O Espaço Gamboa irá ser a casa das criações do Mestre Gamboa, tanto as profusamente difundias como as que integram coleções particulares e não são do conhecimento público. O local escolhido para a instalação é o Centro Cultural Convento de São José, na cidade de Lagoa. Nas palavras de Luís Encarnação, Presidente da Câmara Municipal de Lagoa, o emblemático edifício, conhecido como Convento de S. José, que foi recolhimento carmelita e acabou convertido em espaço de cultura no ano de 1993, é “um nicho cultural que preserva a nossa memória, identidade e património, pelo que a escolha do Convento para acolher o Espaço Gamboa está alicerçada em fundamentos sólidos e foi consensual junto da equipa multidisciplinar que tem acompanhado todo este processo”, salientou, Luís Encarnação, Presidente da Câmara Municipal de Lagoa.

O Espaço Gamboa é composto por três salas iniciais onde serão retratadas as fases criativas do artista, por uma segunda sala que exibirá obras mais antigas, ainda um terceiro espaço destinado à interação com a arte de Gamboa e uma quarta sala onde ficarão patentes criações das suas fases artísticas média e final. Complementa o role de espaços expositivos o novo volume criar de raiz, que se destinará aos serviços educativos e se pautará por uma estética modernista, bem como por uma grande polivalência e autonomia de uso.  

Trata-se de “um momento importantíssimo para a população Lagoense, onde apresentamos um espaço há muito ambicionado e que vem trazer um justo reconhecimento a um pintor do mundo, uma incontornável figura da nossa história e da nossa identidade”, considerou Luís Encarnação, Presidente da Câmara Municipal de Lagoa.

 

 

 

Pin It

Candidaturas on line - Apoios escolares

Candidaturas on line Apoios Escolares

COVID-19: página oficial

Lagoa 2020 - Cidade Sustentável

Valores de 05/06/2021