Património do Concelho de Lagoa

28 de junho a 27 de agosto - Votação e implementação dos projetos.

Povoação labiríntica, de sinuosas ruas e branco casario, debruça-se para o mar e o Arade. Constitui-se freguesia em 1749, ao desanexar-se de Estômbar. A 30 de junho de 1999 é elevada a vila. As suas origens remontam à Antiguidade: povos orientais foram atraídos à foz do rio, praticando a pesca e produzindo salgas de peixe. A povoação era muralhada no século XVI, mas os únicos elementos fortificados sobreviventes são a Torre do Moinho, vigia do século XV, e o Forte de S. João Batista, ambos muito alterados pelos usos. A comunidade de pescadores, ali fixada a partir do século XIV, leva a Rainha D. Leonor a conceder privilégios aos moradores em 1520. É daquele ano a construção da Igreja de Nossa Senhora da Conceição. O seu interior guarda riquíssimo espólio dos séculos XV a XX. O advento da indústria conserveira trouxe prosperidade. Na década de 1970, a decadência do setor abriu portas ao turismo, que suplantou a agricultura e o artesanato. A ligação ao mar manteve-se, embora distinta. E por isso pode dizer-se que Ferragudo ainda é a menina do rio e do mar que foi outrora!

 

 

Pin It

Ao continuar a navegar está a concordar com a utilização de cookies neste site. Para não autorizar a sua utilização, por favor utilize as opções do seu browser e altere as definições de cookies de acordo com estas instruções.